As Minhas Meninas

quinta-feira, 16 de março de 2006

Sei que ando desaparecida...

...mas vou tentar ser mais assidua. Até porque tenho vários assuntos que gostava de escrever aqui no meu cantinho, só que a vontade não tem sido muita e apesar de ter todo o tempo do mundo, tenho andado ocupada com outras coisas e não tenho tido muito tempo para escrever. Pois neste momento a minha prioridade é arranjar emprego ou fazer um curso onde aprendesse uma "profissão". Ainda não sei bem o que fazer, por isso, a pesquisa tem sido muita.

12 comentários:

Clara Sonhadora disse...

Não sei para o que estás vocacionada mas desejo-te toda a força e sorte do mundo, querida!

beijocas

*CC* disse...

Olha, miga!!!

às vezes temos q agarrar o q nos aparece 1º, por isso desejo-te muito boa sorte.

beijocas
CC

Sandra disse...

Acho que isso depende do que tu gostas.
Boa sorte e muitos beijinhos

Marta disse...

Olha, dá sempre jeito aprender/ aperfeiçoar linguas...é uma boa ferramenta de trabalho ( especialmente Castelhano!)
Mesmo que entretanto não consigas arranjar emprego para já é sempre uma ferramenta de trabalho que podes apresentar na candidatura a um emprego!

Depois existem outros tipos de cursos mais profissionalizantes mas depende muito dos teus interesses, mas podes sempre contactar o centro de emprego da tua área para saberes qual é a oferta ou procurares centros de formação profissional!

Boa sorte!

Anna72 disse...

É sempre bom ter notícias tuas!

Espero que consigas encontrar um emprego ou curso que te realizem.

Fico a torcer por ti.

Beijinhos

Bárbara - Sol e Lua disse...

Vá lá....força....espero que rapidamente consigas tudo tudo o que desejas:-)

Curso, emprego, bebes......tudinho o que tens direito:-)

Bjocas gordas, sol e lua

Ana disse...

É sempre bom arranjares algo para estares ocupada, espero que consigas o que queres.

Joquinhas enormes e vai dando notícias.

soldeinverno disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
soldeinverno disse...

arranjar uma ocupação, algo que nos distrais é sempre bom...espero que encontres uma que gostes muito, vai-te fazer bem linda... se optares por um curso...o IEFP tem sempre cursos a decorrer, porque não vais ver se te agrada algum? vai ao site e vê os que há na tua zona... beijokas e fica bem...

Costinhas disse...

Demora o tempo que precisares, e ocupa-te de forma a não pensares no que não tem remédio. Acho uma boa terapia!

Beijos, cá te espero.

Anónimo disse...

É a primeira vez que escrevo num blog, mas achei que devia partilhar a minha experiência com vocês para que nunca percam a esperança de realizarem o vosso sonho: ter um filho.

Estou casada há 16 anos. Ao fim de 1 mês de casada deixei de tomar a pilula.Fui fazer os exames de rotina para saber se estava tudo bem para engravidar.

O resultado dos exames indicavam que estava tudo bem. Toca de começar a trabalhar para engravidar.

Ao fim de 1 ano, nada...

Fui ao médico. Enviou-me para um especialista na MAC. Comecei as consultas de infertilidade. Resultado: endometriose - grau IV.
Possibilidades de engravidar: 95%.
Opções - FIV. Fiz duas sendo que antes de realizar a última, sabia que não podia fazer mais nenhuma porque punha em risco a minha vida.
Andei na MAC durante quase 7 anos e não fiquei grávida.
1º FIV - 3 embriões, 2º FIV 4 embriões.
Após o último tratamento e depois de conversar com o meu marido, decidimos recorrer à adopção, mesmo sabendo das dificuldades em adoptar uma criança recém nascida, mas era a minha última esperança de ter um filho.
Ainda dentro de mim, não aceitava o facto de não conseguir conceber, por isso tentei obter opinião de um médico fora da MAC. Disse-me a mesma coisa!! Desilusão atrás de desilusão.
Ao fim de 9 anos, a estando em lista de espera para adopção, fiquei grávida. Ainda hoje os médicos dizem que não sabem como é que fiquei.Tinha os ovários completamente obstruídos, não fazia ovulações regulares, e a minha doença estava a espalhar-se.
Só fiquei grávida uma única vez e dessa gravidez nasceu um menino lindo: o meu queirdo filho. Eu, apesar da minha idade - 41 anos, ainda estou a tentar ficar grávida e não perdi a esperança de conseguir dar um irmão ao meu filho. Se não conseguir, quem sabe não vou eu recorrer novamente à adopção?

Esta minha história é dedicada a vocês todas que sonham um dia ser mãe e para vos dizer que nunca percam a esperança de o serem que eu nunca perdi.

a disse...

Eu fui à Faculdade de Psicologia fazer exames de aptidão.
Para adultos os testes são diferentes e os resultados também... eu acho que foi a melhor coisa que fiz! Quem sabe?
Este ano vou tentar entrar na faculdade novamente...

Boa sorte e sempre Linda!

Beijocas ENORMES :*